Sucesso News

14/08/2022 13:50

Início » TAGUATINGA E ÁGUAS CLARAS RECEBEM A OPERAÇÃO FORÇA CONJUNTA.

TAGUATINGA E ÁGUAS CLARAS RECEBEM A OPERAÇÃO FORÇA CONJUNTA.

Esta foi a décima quinta edição da operação que envolve diversos órgãos de trânsito, com o intuito de aumentar a segurança viária.

Uma mega operação aconteceu entre as 22h desta sexta (24) e as 3h deste sábado (25) na região de Taguatinga/DF e Águas Claras/DF. O Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal, a Polícia Militar do DF e a Polícia Rodoviária Federal se reuniram numa operação denominada Força Conjunta, que já está na sua décima quinta edição.

A operação, que reúne órgãos do Sistema Nacional de Trânsito, tem o intuito de aumentar a segurança viária, coibindo as infrações reiteradas e tirando de circulação veículos e condutores que ofereçam risco ao tráfego. O foco foi evitar as principais condutas que resultam em acidentes graves e que são cometidas reiteradas vezes por motoristas: embriaguez ao volante, falta de atenção e equipamentos obrigatórios ineficientes.

A ação foi pulverizada em 8 pontos das regiões administrativas, em trechos urbanos e em rodovias, entre elas nas DF-001, DF-079 e na rodovia federal BR-070.

Ao total, foram abordadas mais de setecentas pessoas em aproximadamente 571 veículos. 105 motoristas foram autuados por embriaguez, sendo que dois foram presos por atingirem o índice que configura crime ou por apresentarem sinais claros de embriaguez. 99 condutores foram autuados por se recusarem ao teste do etilômetro, cujas penalidades administrativas são idênticas à infração de embriaguez ao volante, a saber: multa de R$2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Na totalidade, foram flagradas 161 irregularidades de trânsito. Dentre as infrações mais comuns nesta operação, foram 18 autuações por dirigir veículo sem possuir habilitação e 20 multas para condutores com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencidas. No total, 56 veículos foram removidos ao depósito por falta de licenciamento por falta de licenciamento, incluindo excesso de multas vencidas, prática adotada por infratores contumazes.

Durante as fiscalizações, foi flagrado um veículo com mais de R$11 mil em débitos, que foi rapidamente conduzido ao depósito. Todos os flagrantes foram registrados na 31ª Delegacia de Polícia Civil do DF.

A Operação mostrou que a integração entre todos os órgãos envolvidos permite respostas mais eficientes à segurança da sociedade, que é o objetivo finalístico das instituições envolvidas.

“Como nas edições anteriores, demonstramos um grande poder de coordenação e cooperação, obtendo resultados significantes e muito positivos para toda a sociedade. O Distrito Federal sempre foi uma referência de segurança no trânsito para o restante do país, como na aplicação prática da faixa de pedestres, e eventos como esse reafirmam que a segurança viária aqui é uma prioridade. Espero que as próximas ações sejam tão bem sucedidas como todas até agora e que, cada vez mais, o cidadão se conscientize de que ele é o primeiro e mais importante ator em prol da vida no trânsito”, disse o agente de trânsito rodoviário do DER-DF, Estevão Gonçalo Timo.

Notícias relacionadas