Sucesso News

14/08/2022 11:49

Início » Presidente Jair Bolsonaro diz dispensar apoio de quem pratica violência

Presidente Jair Bolsonaro diz dispensar apoio de quem pratica violência

O presidente fez a declaração em conversa com os jornalistas, no Palácio do Planalto. Em Foz do Iguaçu, um guarda municipal foi assassinado por um homem que invadiu uma festa privada com o tema realizado ao ex-presidente Lula. Perguntado pela equipe da Sucesso News, Bolsonaro disse não aceitar o apoio de radicais. “Não estou do lado de ninguém que pela violência faz política. Só isso”, afirmou .

Jair Bolsonaro lembrou ainda o episódio em que sofreu um atentado à faca durante a campanha eleitoral de 2018. “Vocês viram o que aconteceu, né? Uma briga de duas pessoas, lá em Foz do Iguaçu. Bolsonarista não sei o que lá. Agora, ninguém fala que o Adélio é filiado ao PSOL, né?” Na época, Bolsonaro precisou se afastar dos debates e eventos de campanha para tratar das consequências do ataque.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou a morte do apoiador pelas redes sociais antes da divulgação que o homem, acusado de atirar contra o aniversariante, estava vivo no hospital. “Duas famílias perderam seus pais. Filhos ficaram órfãos, inclusive os do agressor”, escreveu o ex-presidente.”

Diesel

Ainda durante a conversa, o presidente Bolsonaro disse que negocia a compra de diesel russo para baratear os preços do combustível no Brasil. Com embargos dos EUA e da União Europeia, os russos enfrentam dificuldade para vender o petróleo em estoque. “Está acertado. Em 60 dias já pode começar a chegar aqui, já existe esta possibilidade.”, confirmou Bolsonaro.

As conversas de Bolsonaro foram antes da chegada da presidente da Hungria, Katalin Novák. Ela foi recebida no Palácio do Planalto para uma visita diplomática. No encontro os dois conversaram sobre a guerra na Ucrânia. O presidente Jair Bolsonaro confirmou que vai telefonar para o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, no dia 18 de julho.

Notícias relacionadas