Sucesso News

01/07/2022 10:49

Início » “Paciente na UTI”, “cenário trágico” e “ninguém maior que o clube”: a primeira coletiva de Ronaldo como gestor do Cruzeiro

“Paciente na UTI”, “cenário trágico” e “ninguém maior que o clube”: a primeira coletiva de Ronaldo como gestor do Cruzeiro

“Eu diria que o Cruzeiro é um paciente em estado grave, na UTI, e nós estamos oferecendo o tratamento necessário para que ele saia dessa condição”, afirma o Fenômeno

Quase 28 anos após deixar o Cruzeiro rumo à Europa como jogador promissor, Ronaldo voltou a responder a perguntas de jornalistas como representante do clube nesta terça-feira. Em um cenário totalmente diferente para ele e para o clube. O Cruzeiro, nas palavras do atual dono de 90% das ações da SAF, é um “paciente na UTI”.

E para ajudar no tratamento, a atual gestão entende que é necessário muito esforço, e a compreensão de que nenhuma atleta (nem mesmo um dos maiores ídolos do clube) é maior do que a instituição. Já na primeira resposta aos jornalistas, o Fenômeno falou sobre Fábio e situação financeira catastrófica do clube.

Segundo Ronaldo, a dívida encontrada no cruzeiro já ultrapassa a casa do bilhão, com receitas para os próximos dois anos já antecipadas. “Cada dia que abrimos uma gaveta encontramos alguma surpresa negativa”, lamenta. Nesse cenário, o Fenômeno diz que o clube não pode se dar ao luxo de gastar mais do que arrecada.

Notícias relacionadas