Sucesso News

01/07/2022 08:01

Início » URGENTE: Rússia invade a Ucrânia

URGENTE: Rússia invade a Ucrânia

A Rússia lançou nesta quinta-feira uma invasão total da Ucrânia por terra, ar e mar, o maior ataque de um Estado contra outro na Europa desde a Segunda Guerra Mundial e a confirmação dos piores temores do Oeste.

Mísseis russos caíram sobre cidades ucranianas. A Ucrânia relatou colunas de tropas cruzando suas fronteiras nas regiões leste de Chernihiv, Kharkiv e Luhansk, e desembarcando por mar nas cidades de Odessa e Mariupol, no sul.

Explosões podem ser ouvidas antes do amanhecer na capital ucraniana, Kiev. Tiros ecoaram perto do aeroporto principal e sirenes soaram por toda a cidade.

O presidente da Ucrânia, Volodymur Zelenskiy, disse que o objetivo do líder do Kremlin, Vladimir Putin, é destruir seu Estado.

 

“Putin acaba de lançar uma invasão em grande escala da Ucrânia. Cidades pacíficas ucranianas estão sob greve”, disse o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, no Twitter.

“Esta é uma guerra de agressão. A Ucrânia se defenderá e vencerá. O mundo pode e deve parar Putin. A hora de agir é agora.”

Putin declarou em um discurso televisionado que ordenou “uma operação militar especial” para proteger pessoas, incluindo cidadãos russos que foram submetidos a “genocídio” na Ucrânia, uma acusação que o Ocidente há muito descreve como propaganda absurda.

“E para isso lutaremos pela desmilitarização e desnazificação da Ucrânia”, disse Putin. “A Rússia não pode se sentir segura, se desenvolver e existir com uma ameaça constante que emana do território da Ucrânia moderna… Toda a responsabilidade pelo derramamento de sangue estará na consciência do regime dominante na Ucrânia.”

Biden, que descartou colocar tropas americanas na Ucrânia, disse que Putin escolheu uma guerra premeditada que traria uma perda catastrófica de vidas e sofrimento humano.

Somente a Rússia é responsável pela morte e destruição que este ataque trará, e os Estados Unidos e seus aliados e parceiros responderão de forma unida e decisiva“, disse Biden, que conversou com Zelenskiy por telefone.

O presidente francês, Emmanuel Macron, condenou a ação da Rússia, enquanto o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da Otan se reuniriam para enfrentar as consequências do “ataque imprudente e não provocado” da Rússia.

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, falando após a reunião do Conselho de Segurança, fez um apelo de última hora a Putin para parar a guerra “em nome da humanidade“.

A China, que assinou um tratado de amizade com a Rússia há três semanas, reiterou um apelo para que todas as partes exerçam moderação e rejeitou a descrição da ação da Rússia como uma invasão.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse que Putin escolheu “o caminho do derramamento de sangue e da destruição”.

A Ucrânia fechou seu espaço aéreo para voos civis alegando um alto risco para a segurança, enquanto o regulador de aviação da Europa alertou sobre os perigos de voar em áreas fronteiriças da Rússia e da Bielorrússia.

Fonte: reuters

Adaptação de texto: Julio Cesar de Oliveira

Notícias relacionadas